Chegando lá!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Meu fim de semana, antidepressivos...

Sábado dia mega estressante! Almoço na casa da minha mãe: Ela começou criticando minhas unhas que estão pintadas de "Melancia" da Colorama ("-Que côr feia é essa?) .Eu estava toda orgulhosa das minhas unhas feitas mas já esperava por uma espetada assim, ela não aprova meu bom gosto.
Ela paga meu plano de saúde e depois de me dar o dinheiro, começou a me falar que eu preciso voltar a trabalhar, que ela não vai viver a vida toda,etc. e etc.
Claro que eu sei de tudo isso , claro que eu preferia estar trabalhando ,mas como já falei aqui e como ela mesma disse: Não consigo um emprego que cubra os custos de uma escolinha integral pra minha filha!!
O resto do dia foi assim, ela amarga e eu tentei ficar na minha, pensei em sair pra algum lugar, mas , sinceramente, sem coragem.
No final do dia as coisas se acalmaram.

Não resisti à curiosidade de me pesar no domingo: 59,8 mas esse não é o meu peso oficial pois minhas pesagens são às terças. Muito bom ,mas no fundo, eu me cobro muito e achei que estaria com 59 ,5 mais ou menos. Que saco,né? Está bom demais, tô na casa dos 50!!
Domingo fui pra casa de campo da minha irmã, eu não tenho muita intimidade com ela como tínhamos antes mas é legal lá, tem muito espaço pra minha filha brincar.
O almoço só foi servido às 3 da tarde e eu já estava verde  de fome mas consegui me controlar.
Esses dias notei que estou mais ansiosa , com mais fome, talvez seja o clima de final de semana.
Pedi pra minha sobrinha tirar umas fotos minhas , ficaram legais mas a blusa franzida ficou marcando minha barriga (esqueci de mrchar, hehehe!) e por isso, não vou postar. Depois tiro outra e faço um "antes e depois".



Hoje estive num estado de nervos horroroso. Acho que nunca disse aqui  ( nunca achei necessário), eu tomo antidepressivos e estou a uns 3 dias sem tomar. Creio que estou sentindo os danos da falta deles...tenho que ir amanhã sem falta na médica pra conseguir uma receita.
Não tenho nenhum pudor em falar sobre antidepressivos. Só uma pessoa muito arcaica tem preconceitos com eles. Claro que podendo enfrentar seu males sem medicação, é bem melhor, você não vai gastar dinheiro nem enfrentar os efeitos colaterais ( ultimamente tenho bem poucos) mas se vc tem um problema que um comprimido pode ajudar, por que sofrer mais ainda, desnecessariamente?
Antidepressivo não é milagre, a pessoa precisa fazer sua parte, reagir, buscar se ajudar. Mas é um grande aliado pra pessoas como eu que vivem melhor com eles. Uma prova que ele não faz milagre é que mesmo tomando - os, ainda tenho uma certa angústia, ainda tenho TPM...por isso, eu procuro entender esses sentimentos pois vejo que fisicamente estou medicada, então preciso de uma melhora comportamental.

Amanhã é meu dia de pesagem. Se continuar no 59,8 já tá de bom tamanho.
Bjs, volto mais tarde!!

7 comentários:

Renata disse...

oi querida... quanto tempo ham...
uma vez eu fiz acumpuntura.. cheguei tão transtornada lá numa sessão, por conta de alguma coisa que meu pai me disse (não, eu não discuto... especialmente com ele.. que está sempre certo!) que ela me concedeu uma sessão de análise, praticamente. Não vou saber reproduzir tudo, mas o que ficou é que eu esperava demais dele... inclusive razão. E ele nem sempre tinha razão... antes de ser meu pai, era homem, que tem falhas e blá, blá, blá... me acalmou. Eles são foda néh?! Mas releve... são limitados.. rrsr! Que bom que tá emagrecendo... pra mim tá o croooss! acabei de comer um lanche (horrivel) e um restinho de espetinho do gael... me crucifica por favor?! daqui a pouco volto pros eixos... bjão! saudades!

Renata disse...

poha... ACUPUNTURA!
releve... por favor! rrs...

Dani disse...

Oi querida
Puxa, não fica pra baixo por causa de comentários

vc está indo bem, tá na casa dos 50, q beleza hein!! Temq q se orgulhar, não acha?

Eu tb concordo q não tem nada haver ficar sofrendo, se tem um remédio q pode ajudar, já foi tempo disso.

Fique bem minha flor;D

bjinhus

Cá newlife disse...

amor.....oh amada amiga....se isso te consola amanha sabe oq irei fazer?2 coisas que me faz muito bem: 1ªler seu post de amanha e 2ª comprar o Melancia da colorama...hahahahah se voce escolheu nao tenho duvidas que eh lindooooooooo!!!!!Voce eh uma vencedora....me inspiro em voce pra chegar nos 50 de novo
te adoro amiga bjusssssssssssss

Lú Pinheiro disse...

Oi amiga...
tomar antidepressivos é comum hoje em dia, cada um tem as suas necessidades né?
Olha mãe mal humorada ou crítica é terrível a minha é super crítica graças a Deus que não moro mais com ela, pq ela me apunhalava sempre, nossa não aguentava, tenha uma ótima semana...
bjinhos flor

Nira disse...

Adriana, sinceramente, não vejo nada de mais no fato de você tomar antidepressivos. Me incomodaria mais, saber que você devia tomar e não o faz. Algumas pessoas precisam dele e outras não. Não se sinta constrangida com o fato.
Quanto à sua situação de depêndencia financeira, acho que sua mãe te daria mais paz se você demonstrasse intenção de mudar a situação. não estou dizendo pra você sair correndo e arrumar o primeiro emprego que aparecer, não é isso. Mas que tal, de repente, você começar a se preparar para tentar um concurso público que pague o suficiente para você e sua filhinha se manterem? Entendo a preocupação de sua mã, embora não concorde com o modo através do qual ela tenta fazer com que você tome uma atitude. Tente entendê-la: Ela ama você e sua filha, mas de repente pode acontecer de ela partir antes do que todo mundo espera! Pode acontecer com qualquer pessoa, e você sabe disso. E eu sinto que ela não quer que vocês duas fiquem numa situação difícil, mas não tem tato suficiente pra te dar apoio sem cobrar assim, asperamente. Penso que se ela vir que você está tentando solucionar a situação, vai se sentir um pouco mais tranquila e parará um pouco com essa implicância. Desejo-lhe sorte e espero ter ajudado de alguma forma!

Cecília disse...

Adriana, parabéns! Na casa dos 50, aeee! Você tem um corpo bonito, dá pra ver pela foto! =)
Eu acho que remédio não tem que ser um problema, mas sim uma solução! Claro que com receita médica, com controle, com necessidade, eles foram estudados justamente pra melhorar a vida das pessoas. Prefiro tomar antidepressivos e resolver meu problema que passar a vida infeliz estufando o peito pra dizer que nunca precisou de remédio (quando na verdade nunca foi feliz)... palavras de farmacêutica...
Beijão